Últimas
Produtor da notícia

Decretada tolerância de ponto para tomada de posse do Presidente da República

25 de Setembro de 2012, 18:30

O Presidente da República decretou hoje, terça-feira, em Luanda, tolerância de ponto em todo o território nacional, que deverá ser observada na quarta-feira, 26 de Setembro de 2012.

Desta forma Eduardo dos Santos vai permitir aos cidadãos acompanharem a cerimónia de tomada de posse do Presidente da República e do vice-presidente da República eleitos, manifestado em todo o país por diferentes sectores da nossa sociedade.

A tolerância de ponto hoje decretada, segundo soube a Angop de fonte oficial, não abrange os trabalhadores que laborem em regime de turno.

Cerimónia de tomada de posse

Ultimam-se os preparativos para a investidura de José Eduardo dos Santos, vencedor das últimas eleições gerais como cabeça de lista do MPLA, no cargo de Presidente da República, cuja cerimónia está prevista para amanhã. Será a primeira vez que um chefe de Estado angolano toma posse no cargo na sequência de eleições.

A cerimónia decorrerá na Praça da República, junto ao Mausoléu do primeiro chefe de Estado de Angola, António Agostinho Neto, na Praia do Bispo, deverá prolongar-se por cerca de 90 minutos e incluirá uma parada militar e o discurso do Presidente empossado.

Juntamente com José Eduardo dos Santos, será também dada posse a Manuel Vicente, no cargo de vice-presidente, sendo o presidente do Tribunal Constitucional, Rui Ferreira, a dar a investidura.

O Presidente da República, vai ser empossado para um mandato de cinco anos na sequência da última revisão constitucional que passou de quatro para cinco anos os mandatos presidenciais e que instituiu a eleição indirecta do chefe de Estado.

Segundo a Lusa, no acto de posse, José Eduardo dos Santos, com a mão direita sobre a Constituição angolana lerá o seguinte texto: "Eu (nome completo), ao tomar posse no cargo de Presidente da República, juro por minha honra: desempenhar com toda a dedicação as funções de que sou investido; cumprir e fazer cumpria a Constituição da República de Angola e as leis do país; defender a independência, a soberania, a unidade da nação e a integridade territorial do país; defender a paz e a democracia e promover a estabilidade, o bem-estar e o progresso social de todos os angolanos".

Entretanto, os luandenses foram hoje convidados em conferência de imprensa pelo governador de Luanda, Bento Francisco Bento, a assistirem à cerimónia, recomendando-lhes que usem "trajes formais" e se abstenham de envergarem "símbolos partidários".

SAPO c/ Angop

Banca de jornais

Rádios Online
Angola vai a votos
Saiba onde votar